AudioAtivo

WEBRADIO da Escola de Comunicação da UFRJ

Um outro olhar sobre o encarceramento no Brasil

Tamanho da letra

prisonbarsfists-655x437Em pouco tempo, o número de presos no país subiu de cerca de 336 mil em 2002 para 607 mil presos e presas no ano de 2014, um salto de 80% em relação aos dados de 12 anos atrás. Nesta edição do Revista de História, além de contar um resumo do panorama geral do tema, falaremos de questões mais específicas, como o encarceramento de jovens e mulheres. Como salienta o editor da Revista de História da Biblioteca Nacional, Rodrigo Elias, em editorial de outubro de 2015: “As prisões brasileiras não são melhores do que as masmorras medievais. Além dos assassinatos, dos estupros, das torturas e de todos os outros tipos de violência física, incluindo o regime de fome e a ausência de material higiênico, as celas mal ventiladas, imundas e superlotadas são ambiente no qual proliferam as mais variadas doenças, da sarna à AIDS (cerca de 20% da população carcerária está infectada com HIV, contra 0,4% da população em geral)”.

ENCARCERAMENTO

 

Pdfs citados no programa:.

Infopen mulheres:
http://www.justica.gov.br/…/relatorio-infopen-mulheres.pdf

Infopen geral:
http://www.justica.gov.br/…/relatorio-depen-versao-web.pdf

Dê sua nota
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...Loading...

Comente este conteúdo!

Antes de serem publicados, todos os comentários passam pela moderação da equipe AudioAtivo.